Três Meses em Um Post

Três Meses em Um Post

Quando sumo daqui, podes crer, é porque estou desenvolvendo e distribuindo meu palavrório em outros meios. Minhas resistentes hérnias de disco me custaram todo o segundo semestre do ano passado. Por isso estou, literalmente, correndo atrás do prejuízo. Prejuízo que não é – nunca é – apenas financeiro. As ideias e sugestões apresentadas na forma de artigos durante todo 2012 careciam de ar, de contato com a vida real. Precisavam de feedback – de confirmaçãoApresento neste artigo meus achados e perdidos.

 

Arquitetura de Negócios

A série Pensando Negócios foi condensada em uma palestra com cerca de noventa minutos de duração. Tive a oportunidade de apresentá-la em Belo Horizonte e São Paulo. Quando nem o título da palestra é uma certeza – “Arquitetura de Negócios” ou “Criando Negócios em Tempos Difíceis”? – qualquer retorno é bem vindo. Foram duas as minhas motivações: 1) Validar o Conteúdo; e 2) Confirmar a viabilidade de um evento maior, em formato oficina (workshop). Conclusão? O tema gera considerável interesse, apesar da notável nebulosidade que o cerca.

Sigo dependendo de mais testes. Antes, trabalharei em nova versão do tabuleiro. Ele precisa se tornar uma ferramenta que sintetize todos os principais conceitos apresentados. Para tanto, é mais que necessário que ele consiga exprimir comportamento e não só a estrutura de um negócio. Será um desafio e tanto. E uma boa maneira de aprender mais.

A Empresa ConectadaPor falar em aprender, saiu por aqui A Empresa Conectada (Novatec, 2013), de Dave Gray. Por beber nas mesmas fontes (Hamel, Ackoff, Senge, Geus, Takeuchi & Nonaka etc) e trazer o pensamento sistêmico para a cumbuca dos negócios, será referência obrigatória em meu trabalho. Dave Gray, que eu só conhecia pela co-autoria de Gamestorming (que também saiu por aqui, pela Alta Books), surpreende com um livro consistente, bem fundamentado e muito direto:

“Quanto mais à prova de idiotas for o sistema, mais as pessoas agirão como idiotas.”

“Clientes felizes são o melhor departamento de marketing que qualquer empresa poderia ter.”

“Liderança é trabalhar com pessoas. Gerenciamento é trabalhar com sistemas.”

“As pessoas trabalham mais arduamente quando têm paixão pelo trabalho e estão comprometidas com o sucesso. Elas ficam motivadas a realizar quando estão conectadas com o propósito do trabalho, quando entendem o sistema – de que maneira todas as peças e partes se encaixam – e quando têm o poder de melhorá-lo.”

 

O Novo Novo FAN

Tem pouco mais de um ano que liberei a nova versão do programa {FAN} Formação de Analistas de Negócios com quatro módulos. Não posso culpar apenas minhas hérnias pelo fato de não ter testado de maneira adequada o novo formato. Não é fácil vender novos programas de treinamento. Ainda mais quando se usa nomes como {FAN} +Conversas! Mas, apesar dos pesares, tudo o que fiz nas últimas dez semanas foi testar e testar e testar o novo conteúdo. Para tanto, o apresentei em duas turmas abertas e três turmas fechadas. Nas turmas abertas aprendi que a separação entre +Requisitos e +Conversas não faz muito sentido, mesmo que boa parte do público insista em dizer que quer “só requisitos”. A boa notícia é que os módulos já foram desenhados de forma a facilitar um merge (sic). Experimentei a combinação, com carga horária reduzida, em uma turma de pós-graduação da Federal de São Carlos. O resultado foi bastante positivo.

No entanto, eu precisava de mais problemas de verdade – precisava de testes que só são possíveis em empresas. Ganhei oportunidades em uma grande empresa da área financeira e outra que presta serviços de pesquisa e desenvolvimento combinando hardware e software. Não podia querer maior diversidade. Posso dizer que o FAN “aguentou o tranco”.

A sequência da série sobre Requisitos e Conversas dependia desta generosa bateria de testes. Espero retomá-la em breve e farei o possível para concluí-la até junho. Também em junho retomarei as turmas abertas, com o FAN refletindo essas dez semanas de aprendizado. Para comemorar seis anos de vida, o programa virá com uma série de novidades.

 

O Velho finito

Agora em maio o finito completa nove anos de existência. Não são muitos os blogs que podem se preparar para comemorar o décimo aniversário. Elaborei uma listinha com coisas que este espaço pode ser/ter. Mas, antes de colocar a mão na massa, eu queria merecer algumas sugestões de minha meia dúzia de leitores. O que você gostaria de ler/ver por aqui? Quais temas devem merecer mais espaço? O que você faria de diferente?

 

Agradecimentos

Simone, Angelita, Ariane, Jaqueline, Valesca, Érica, Igor, Jean, Renato, Célio, Feio, Alberto, Carlos, Andrei, Anderson, Rodrigo, Fernando, Paulo… sei que cometo injustiças quando tento me lembrar todos que apoiaram os eventos dos últimos três meses. O fato é que não me esqueço de todos que fizeram um esforço extra, seja nos necessários feedbacks, seja por divulgar meu trabalho ou por topar viagens e outros sacrifícios. Minha dívida com vocês só faz crescer.

Three Things, a imagem que ilustra este artigo, é do conskeptical.